filmografia

Grace Kelly – Persona – parte 2

Continuando o post sobre a persona de Grace Kelly, um pouco sobre sua filmografia e personagens.

grace21
Grace Kelly em Ladrão de Casaca (“To Catch A Thief”). Créditos: Clothes on Film.

Grace foi a loira número um do diretor Alfred Hitchcock, com quem trabalhou nos filmes Janela Indiscreta (“Rear Window”), Disque M para Matar (“Dial M for Murder”) e Ladrão de Casaca (“To Catch A Thief”).
Em Janela Indiscreta, apesar de ser uma socialite e modelo que frequenta importantes eventos sociais de Nova Iorque (e se veste muito bem), a personagem de Grace Kelly faz companhia para o noivo, um fotógrafo, que está com a perna quebrada. Ele acredita ter testemunhado um assassinato, e ela embarca nessa obsessão, arriscando sua vida ao entrar no apartamento onde o homicídio teria ocorrido, para descobrir o que aconteceu. Tudo isso pela emoção do perigo.

grace02
Grace Kelly em Janela Indiscreta (“Rear Window”). Créditos: DVD Beaver.

No filme Disque M para Matar, Grace interpreta uma mulher casada herdeira de uma grande fortuna que teve um caso no passado e está apaixonada por outra pessoa. Ao descobrir a traição, o marido arma um plano para matá-la e ela luta com todas as forças contra seu assassino.

grace03
Em Disque M para Matar (“Dial M for Murder”). Créditos: DVD Beaver.

Já em Ladrão de Casaca, sua personagem é uma jovem rica e entediada de férias com sua mãe. Ela conhece um famoso ex-ladrão de jóias e tenta convencê-lo de tê-la como cúmplice. Ela quer uma vida mais emocionante e menos previsível, e acha que o ladrão é sua chance. A personagem o seduz, o beija, o desmascara, ou seja, ela é uma mulher ativa diante de sua sexualidade. Além disso, a adrenalina do roubo lhe atrai e em uma cena, ela dirige seu carro em alta velocidade em um desfiladeiro.

grace04Grace Kelly em Ladrão de Casaca (“To Catch A Thief”). Créditos: DVD Beaver.

Nos outros filmes que fez, a persona se mantém. Em Matar ou Morrer (“High Noon”), Grace está recém-casada com Gary Cooper, o xerife da cidade, e espera sair dali com ele antes de um bandido perigoso voltar. Ela interpreta uma mulher rica que vai para a África com o marido cineasta filmar um documentário sobre gorilas, em Mogambo. Lá, ela conhece um caçador e vive um romance proibido com ele. Em Alta Sociedade (“High Society”), Grace é uma mulher da alta sociedade que está noiva, mas seu ex-marido, um músico de Jazz interpretado por Bing Crosby quer reconquistá-la. Interpretou ainda uma princesa em O Cisne (“The Swan”), a dona de uma fazenda de café em Tentação Verde (“Green Fire”), e a esposa de um ex-oficial da Marinha no filme As Pontes de Toko-Ri (“The Bridges of Toko-Ri”), sempre envolvidas em algum romance.

grace17
 Com Frank Sinatra em Alta Sociedade (“High Society”). Créditos: Everything Monaco.

Grace teve uma chance de mostrar um lado mais versátil no filme Amar é Sofrer (“The Country Girl”). Ela interpreta uma mulher fria e infeliz casada com um astro decadente e alcóolatra. Por esse papel, Grace recebeu o Oscar de “Melhor Atriz”, ganhando de Judy Garland, por Nasce Uma Estrela (“A Star Is Born”), o que muitos consideraram uma grande injustiça.

 

Trecho de Janela Indiscreta (“Rear Window”).

Quatorze Horas (“Fourteen Hours”) – Direção: Henry Hathaway, 1951, EUA.

Matar ou Morrer (“High Noon”) – Direção: Fred Zinnemann, 1951, EUA.

Janela Indiscreta (“Rear Window”) – Direção: Alfred Hitchcock, 1954, EUA.

Disque M para Matar (“Dial M for Murder”) – Direção: Alfred Hitchcock, 1954, EUA.

Ladrão de Casaca (“To Catch A Thief”) – Direção: Alfred Hitchcock, 1955, EUA.

Mogambo – Direção: John Ford, 1953, EUA.

Alta Sociedade (“High Society”) – Direção: Charles Walters, 1956, EUA.

O Cisne (“The Swan”) – Direção: Charles Vidor, 1956, EUA.

Tentação Verde (“Green Fire”) – Direção: Andrew Marton, 1954, EUA.

As Pontes de Toko-Ri (“The Bridges of Toko-Ri”) – Direção: Mark Robson, 1954, EUA.

Amar é Sofrer (“The Country Girl”) – Direção: George Seaton, 1954, EUA.

Grace: A Princesa de Mônaco (“Grace of Monaco”) – Direção: Olivier Dahan, 2014, EUA.

Nasce Uma Estrela (“A Star Is Born”) – Direção: George Cukor, 1954, EUA.

Anúncios